Hérnia de disco: uma patologia cada vez mais comum entre os jovens


Apesar de grave, a maioria dos acometidos pela doença não necessitam de nenhum procedimento cirúrgico


Desde o início da pandemia um dos termos mais pesquisados na internet é sobre dor nas costas, o que abrange também uma das patologias mais comuns que afetam a coluna vertebral: a hérnia de disco. Uma hérnia surge quando ocorre a ruptura de um ou mais discos intervertebrais. Esse disco é uma cartilagem que possuímos entre cada vértebra que é formada por duas partes: uma externa, que chamamos de anel, e outra que se localiza na parte interna conhecida como o núcleo pulposo. Quando esse anel se rompe, o núcleo vaza, formando uma hérnia.


Até bem pouco tempos atrás essa doença afetava mais pessoas acima dos 40 anos, porém o estilo de vida moderno fez com que essa incidência aumentasse muito em pacientes jovens. Hoje em dia é cada vez mais comum nos consultórios, e nas mesas de operação, pessoas com 18 anos de idade já diagnosticados com hérnia de disco. Hoje crianças não brincam mais de pega-pega, esconde-esconde ou de correr. As brincadeiras são todas no vídeo-game, e isso fez com que as crianças se tornassem cada vez mais predispostas a desenvolver doenças articulares.


Em entrevista, o Diretor do Instituto Paulista de Referência em Neurocirurgia e Cirurgia de Coluna e Diretor Comercial e Financeiro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, Dr. Francisco Sampaio, comenta que o surgimento das hérnias de disco precocemente pode se dar, principalmente, pela postura incorreta. "Além de provocar dores, muitas vezes até incapacitante, a má postura pode causar desgastes dos discos intervertebrais e, em casos mais graves, até mesmo a famosa hérnia de disco", explica o médico.


Existem diversos mitos que envolvem essa patologia, a mais famosa é a necessidade cirúrgica. "Na verdade, a maioria dos casos de hérnia de disco pode ser resolvida com tratamentos simples como: medicamentos, fisioterapia, RPG e/ou atividade física. Se for preciso a realização de uma cirurgia, as técnicas minimamente invasivas são indicadas pois a recuperação é muito mais rápida", comenta o doutor.


Salvo em caso de doenças graves de coluna, medidas preventivas são importantes para evitar dores nas costas, manter a coluna saudável e auxiliar na dor já instalada. “A saúde da coluna, assim como o bom funcionamento geral do organismo, se baseia em pequenos hábitos que devem fazer parte da rotina, como cuidar na postura ao trabalhar e estudar, buscando sempre ter apoio total às costas e pés ao sentar. Mantenha os dispositivos eletrônicos e livros à altura dos olhos para cuidar da saúde da coluna cervical. Lembre-se de fazer alongamentos ao longo do dia e não deixe de praticar atividades físicas por pelo menos 30 minutos por dia", recomenda o especialista.


Vale lembrar que se a coluna já apresentar alguma patologia grave, é importante buscar ajuda médica o mais rápido possível.


Recentemente o Dr. Francisco Sampaio participou de um programa especial sobre dor de coluna e cirurgia em um quadro da CNN Brasil chamado "Coluna - O eixo da vida", onde, além de falar sobre as patologias que acometem a coluna vertebral, comentando o tema desta notícia, ele conversa com a cantora Alcione, uma de suas pacientes. Confira a matéria no link: https://youtu.be/GjpD65nGglM.

89 visualizações