COVID-19 e tempo para cirurgias eletivas


Qual o tempo recomendado entre a recuperação de pacientes com COVID-19 e a realização de cirurgias eletivas? Publicação estabelece diretrizes para evitar complicações pós-cirúrgicas


Uma publicação conjunta da American Society of Anesthesiologists and Anesthesia Patient Safety Foundation, recomenda que o paciente com indicação cirúrgica eletiva, infectado pela COVID-19, espere até o final do período de transmissão do novo coronavírus e entre na fase de recuperação até que possa ser operado.


Nesta etapa, o tempo de espera pode ser diferente entre um paciente e outro, a depender da classificação de sintomas e gravidade, conforme segue:


- 4 semanas: paciente assintomático ou com sintomas leves, sem complicações respiratórias

- 6 semanas: paciente com sintomas leves, como tosse e dificuldade para respirar, sem necessidade de internação

- 8 a 10 semanas: paciente hospitalizado, com diabetes e imunidade comprometida

- 12 semanas: paciente hospitalizado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) devido à COVID-19


As informações visam promover a segurança dos pacientes contra riscos de morte no pós-operatório, identificadas em pacientes com complicações pulmonares por COVID-19 em cirurgias realizadas em até quatro semanas do contágio, em dados revelados por um estudo publicado no periódico “Anesthesia”.


A pesquisa coletou dados de cerca de 140 mil pacientes, de 116 países e 1.674 hospitais, dos quais 3.127 pacientes foram identificados com COVID-19 antes da cirurgia, onde concluiu-se que o tempo médio ideal de espera seja de sete semanas. No entanto, para pacientes com COVID-19, resistente em que o vírus esteja ativo no corpo e passível de transmissão por um período superior a 15 dias, este tempo pode ser maior.

Após a espera, antes da realização da cirurgia é importante que se faça uma avaliação completa do paciente, para verificar sua condição de saúde, possíveis sequelas da COVID-19, sobretudo no sistema cardiopulmonar.

*Com informações de American Society of Anesthesiologists and anesthesia Patient Safety Foundation

61 visualizações