top of page

Vitória da neurocirurgia: gêmeas siamesas são separadas

Irmãs passam bem e se recuperam na UTI do hospital

das Clínicas de Ribeirão Preto


Aconteceu no último domingo, 27 de agosto, a cirurgia que finalmente separou Allana e Mariah, gêmeas siamesas de 2 anos e 8 meses, que eram unidas pela cabeça. O procedimento foi realizado no Hospital das Clínicas (HC) de Ribeirão Preto e durou cerca de 25 horas ininterruptas. Até o momento, as meninas se recuperam bem e não apresentam quadro de complicação no pós-operatório.


Ao comentar este caso de sucesso, a Dra. Vanessa Milanese, Diretora de Comunicação da SBN, fala empolgada. "A neurocirurgia é realmente impressionante. Há milhares de anos, já existiam pessoas realizando procedimentos cirúrgicos no crânio sem grande conhecimento, técnica ou até mesmo instrumental. Evoluímos tanto em questões tecnológicas e de expertise médica que tornam possíveis a realização desse complexo procedimento", relata.


O procedimento cirúrgico

A cirurgia foi conduzida pelo neurocirurgião Dr. Hélio Rubens Machado e contou com o apoio de 50 profissionais de áreas como: neurocirurgia, pediatria, radiologia, enfermagem, neurocirurgia pediátrica, instrumentadores e demais equipes de apoio. Para que o procedimento fosse um sucesso, os médicos precisavam ressecar ainda cerca de 25% de vasos sanguíneos. Este foi o 4º procedimento realizado nas meninas desde que nasceram.


Por fim, a Dra. Vanessa, destaca que os resultados iniciais mostram que mais uma vez a neurocirurgia, com o apoio das demais áreas médicas, transformou o futuro de duas meninas. "Ficaremos de olho para a coletiva de imprensa sobre a atualização deste caso que acontecerá no final de setembro. A SBN deseja sucesso na recuperação das meninas", finaliza a neurocirurgiã.

95 visualizações

Comments


bottom of page